Ata

Origem

“Turma da Mônica" é uma série de histórias em quadrinhos criada pelo cartunista Maurício de Sousa, que narra as aventuras de personagens como Mônica, Cebolinha, Magali e Cascão no bairro do Limoeiro (existindo desde os anos 1960). É, sem dúvidas, o quadrinho brasileiro mais reconhecido por entre as crianças, sendo muito trabalhado em escolas e tendo se fixado no imaginário popular nacional.

Em dezembro de 2016, um usuário do Twitter modificou a capa da edição do gibi “Almanaque da Mônica” (Editora Globo), de maio de 2004 – que mostra a menina em frente à tela de um computador estampada pelos rostos dos outros personagens da série, segurando o mouse e esboçando um sorriso. Na versão modificada, o que aparece no monitor de Mônica deixou de ser a imagem de seus amigos e passou a ser a palavra “ata”, derivada da expressão “ah, tá”.

A montagem se tornou um meme instantaneamente e se popularizou no mesmo mês de dezembro, sendo compartilhada por muitos internautas em diversas outras redes sociais.

Gênero & Formatos

Trata-se de um meme de reação, utilizado para demonstrar falta de interesse ou desdém por alguma informação, notícia ou opinião pouco importante. Há também algumas montagens feitas com o meme e casos de ‘metameme’.

Gramática e Sintaxe

O meme, em si, se resume à montagem da capa do gibi que retrata a Mônica e seu “ata”, estampado na tela do computador. Ele é sempre acompanhado de alguma legenda que o enquadre em algum contexto ou usado por alguém para responder algum comentário que não considere digno de uma resposta mais elaborada. Essas legendas costumam ser do tipo “minha reação quando…” ou a reprodução de frases pertencentes ao senso comum. Dois exemplos são, respectivamente, as legendas “quando descubro que alguém não gosta de mim” e “menina não deve falar palavrão”, ambas acompanhadas da resposta de Mônica: “ata”.

Em alguns outros casos, a imagem é modificada – como, por exemplo, na “versão islâmica” do meme, em que Mônica aparece vestida com uma burca preta, apenas com os olhos aparentes ou, ainda, quando a legenda “ata” é substituída por outra expressão, mas de sentido semelhante (como “ah, não”, por exemplo). Houve também alguns ‘metamemes’, como em um tweet antigo de Eduardo Cunha, em que ele, de brincadeira, sugere a criação de uma ATA (Associação de Twitteiros Anônimos) e, por isso, acabou tomando o lugar de Mônica em uma das expressões do meme.

Difusão e Repercussão

O meme se popularizou rapidamente e, alguns internautas, chegaram a afirmar que se tratava de um dos melhoresdo ano. Ele circulou por muitas redes sociais, incluindo o Twitter, o Facebook e, especialmente, o WhatsApp – em que ele foi constantemente usado durante conversas para desdenhar de alguma mensagem.

Tornou-se ainda mais popular e ganhou mais visibilidade quando Mônica Sousa, filha do criador Maurício de Sousa e inspiração para a personagem dos quadrinhos, resolveu transpor o meme para a vida real. Na página oficial da “Turma da Mônica", no Facebook, foi postada uma foto em que a Mônica ‘real oficial’ aparece sentada na frente de um computador, no qual também está escrito a palavra “ata”. A foto foi acompanhada pela seguinte legenda: “Quer dizer então que a internet fez mais um meme com a Moniquinha? Pois bem, a Mônica Sousa de verdade tem um comentário sobre isso.”

Isso fez com que a expressão memética continuasse popular e reverberasse pela mídia, sendo que a imagem com a Mônica mais realista foi celebrada pelos internautas, dando origem a novos memes e abrindo novas possibilidades para a sua difusão.

Ficha técnica

Criador(a)
@ohhtorii (Twitter)
País de Origem
Brasil
Período de Circulação
desde 2016
Plataforma
Facebook, Twitter, Whatsapp
Formatos
Expectativa-realidade, Exploitable, Reactions, Metameme
Mídia
Imagem
Referências
Almanaque da Mônica

Exemplos Notáveis

Sobre o(a) curador(a) desta coleção

Please log in to view / edit your profile.

Prev Post

SenseMarcia

Next Post

Chubby Bubble Girl

Logo

About Us

Get Consultation

Contact Us