É assim que se faz um fim do mundo

  • Home
  • É assim que se faz um fim do mundo

Origem

A pandemia de um vírus em uma escala inédita; Tensões entre grandes potências mundiais; O dólar alcançando picos inacreditáveis; Desastres naturais; Pronunciamentos polêmicos feitos por chefes de estado. Estes foram alguns dos pontos pelos quais passamos em 2020, que chegou a ser descrito pela Revista Time como “o pior ano de todos”.

Nessa conjuntura, que vêm se arrastando desde o início do ano e ganhando novos contornos a cada mês, indivíduos passaram a coroa de “ano responsável pelo fim do mundo” para 2020, relembrando outros períodos, como em 2012 e em 2000, nos quais circularam boatos de que a vida no planeta Terra chegaria ao fim. Assim, a impopularidade de 2020 começou a ser exposta nas mídias sociais não apenas por meio de comentários irritados e ansiosos, mas também por diversos memes.

Gênero e Formatos

“É assim que se faz um fim do mundo” tem sido a frase mais repetida junto aos memes que ironizam os acontecimentos de 2020. Junto a isso, são compartilhadas imagens de desenhos, séries e animes, nas quais aparecem dois personagens, sendo um destes “superior” ao outro, seja no que diz respeito à força, ao tamanho ou à idade. Dessa forma, o personagem maior é retratado como 2020, enquanto aquele mais fraco assume o papel de 2012. Também circularam amplamente imagens compartilhadas a fim de ilustrar diferentes reações frente aos acontecimentos de 2020. Nesse sentido, foram comuns memes dos tipos Catchphrase, que apresentam bordões ou frases marcantes, Exploitable, que contém montagens iconográficas, e Reaction Face, que explicitam as reações do interlocutor mediante a algo ou a alguém.

Disseminação e Repercussão

O auge da circulação destes memes ocorreu em abril de 2020, quando a pandemia de Covid-19 ainda estava em estágio inicial no Brasil, embora todos já estivessem cansados das medidas de isolamento e distanciamento social. A essa conjuntura, somaram-se outros acontecimentos, como o aumento das queimadas em território brasileiro e escândalos políticos envolvendo outros países. Assim, frente a isso, no dia 11 de abril, a #fimdomundo alcançou, no Twitter, os Trending Topics do país, abrigando diversos memes que ironizavam o contexto. Estes ainda foram noticiados pelo portal de notícias UOL, que brincou: “Memes mostram como 2012 passou o bastão de ‘fim do mundo’ para 2020”. Tais memes, vale dizer, retornam volta e meia às mídias sociais, ainda que em menor escala, debochando e clamando pelo fim de 2020.

Ficha técnica

Criador(a)
Desconhecido (a)
País de Origem
Brasil
Período de Circulação
c. 2020 - c. 2020
Plataforma
Twitter
Formatos
Catchphrase, Exploitable e Reactions
Mídia
Imagem e texto
Referências
Fim do mundo

Exemplos Notáveis

Sobre o(a) curador(a) desta coleção
As 30 Personalidades de Lelê a 80km/h
0 entries
0 comments
Name
Letícia Sabbatini
About / Bio
Lelê a 80km/h já foi aspirante a pedreira, médica, chefe de cozinha e bailarina. Acabou caindo no jornalismo por escolha de suas outras 26 personalidades (viva la democracia!). Mestranda em Comunicação pela UFF e jornalista pela UFRRJ, Letícia se dedica a pesquisar tecnologias com recortes de gênero, mas também é obcecada por Masterchef, filmes da Disney e séries de investigação criminal.
Logo

About Us

Get Consultation

Contact Us