#meuamigosecreto

  • Home
  • #meuamigosecreto

Origem

25 de novembro é o Dia Mundial de Combate à Violência contra a Mulher. Aproveitando a data e o início das celebrações de fim de ano, surgiu uma campanha online (que disseminou-se, principalmente, no Twitter e no Facebook) e que logo chamou a atenção de muita gente.

A hashtag #meuamigosecreto, apesar do nome de brincadeira de fim de ano, tinha inicialmente a intenção de denunciar atitudes do cotidiano que, mesmo passando despercebidas, são consideradas machistas e praticadas tanto por homens, quanto por mulheres.

Muitos dos relatos poderiam ser claramente ligados a ex-chefes, namorados, maridos, parentes ou amigos, enquanto que outros eram atitudes consideradas comuns e que qualquer pessoa pode praticar sem consciência da real gravidade. Houve ainda relatos mais sérios, que falavam sobre abusos e assédios semelhantes aos compartilhados na campanha realizada em outubro, a #MeuPrimeiroAssedio.

Embora a denúncia ainda seja a forma mais usada da hashtag, como tudo que o que circula na rede, ela foi se modificando e logo #meuamigosecreto tornou-se irônico para alguns e indiretas para outros. Os usuários começaram a compartilhar assuntos que não tinham nenhuma relação com o tema principal – serviam apenas para expressar seu próprio descontentamento, relacionado a diversos comportamentos diferentes.

Gramática e Sintaxe

Os relatos são feitos sempre de uma forma parecida e padronizada que começa com “O #meuamigosecreto…” e conta a denúncia em questão. É muito semelhante à própria brincadeira de Amigo Oculto, onde a pessoa que dá o presente se pronuncia diante dos outros participantes, dando dicas sobre quem é seu amigo secreto.

O protesto em forma de hashtag possibilita que um número muito maior de pessoas seja atingido pela campanha, além de facilitar a busca e filtro para quem quer saber mais sobre o assunto.

Difusão e Repercussão

Como podemos observar pelo Google Trends, é comum termos uma procura pelo termo nesse período de final de ano. Porém, se observarmos o ano de 2015, veremos que o número de buscas é muito maior do que o dos períodos anteriores (o que mostra que, nesse ano, a pesquisa não é apenas pelo significado real dessa tradição de Festas). Diversas personalidades entraram no clima da hashtag e resolveram fazer suas próprias denúncias: a lista de nomes contém, por exemplo, a ex-candidata à presidência da República, Luciana Genro.

Ficha técnica

#meuamigosecreto

Criador(a)
Desconhecido
País de Origem
Brasil
Período de Circulação
2015
Plataforma
Blogs, Buzzfeed, Facebook, Instagram, Tumblr, Twitter
Formatos
Ação Popular
Mídia
Imagem e Vídeo
Referências

Exemplos Notáveis

meu facebook ta cheio de amigo secreto só vejo isso agora ¬¬

— Falsiane (@falsianecobra) 27 novembro 2015

#meuamigosecreto acha q só gordas e feias são feminista, afinal mulher bonita todo homem trata bem, sendo bonita não precisa de feminismo

— mandinha (@amanda_fb7) 27 novembro 2015

#meuamigosecreto tá preso. Posso trocar?

— Lula Inflado (@lulainflado) 27 novembro 2015

Meu amigo secreto acha que o respeito é a mulher que tem que se dar, pra depois não reclamar de ser assediada.

— Paola. (@coffeeandpaper) 27 novembro 2015

#meuamigosecreto trai a esposa e caga pros filhos mas é contra o casamento gay pq “é a favor da familia"

— mandinha (@amanda_fb7) 26 novembro 2015

Sobre o(a) curador(a) desta coleção
Dandara Bolada
0 entries
0 comments
Name
Dandara Magalhães
About / Bio
Dandara Bolada é mestre e doutoranda do Programa de Pós-graduação em Comunicação da UFF (PPGCOM-UFF), pesquisadora associada do coLAB-UFF e membro do #MUSEUdeMEMES desde sua graduação, quando foi bolsista de extensão do projeto. Como bondosa presidenta dessa nação memética, pesquisa de que forma atores políticos de regimes conservadores censuram a produção de humor em plataformas de mídias digitais. Soberana e poderosa, a Bolada é rainha o resto nadinha. VLWS FLWS
Logo

About Us

Get Consultation

Contact Us