Garota Desastre (Disaster Girl)

  • Home
  • Garota Desastre (Disaster Girl)

O meme “Disaster Girl" tornou-se famoso na internet por mostrar uma menina que foi fotografada em frente à uma casa em chamas, com um sorriso discreto e debochado em direção às câmeras. Enxergar o efeito cômico dessa imagem é fácil, porém muitas pessoas ainda se perguntam se ela é real, bem como qual a história por trás desse meme.

Origem

A foto da menina (que se chama Zoe) foi feita em 2004 pelo seu próprio pai, Dave Roth, na Carolina do Norte, quando ele a chamou para ver um treinamento do corpo de bombeiros – em um incêndio real que estava acontecendo na sua vizinhança – e capturou o momento.

Em 2007, Dave enviou a fotografia para a revista JPG – publicação especializada em fotografias digitais – para a competição de “Emotion Capture”. A imagem foi a grande vencedora e acabou sendo publicada na magazine. Desde então, internautas de todo o mundo têm criado histórias e montagens em cima da situação, transformando Zoe em um grande meme.

Formato

Existem dois usos principais do meme: o primeiro, recorta apenas a menina e a coloca em situações onde catástrofes naturais e acidentes aconteceram (dando a entender que ela tenha causado a calamidade em questão). Já o segundo, a partir de legendas adicionadas em cima da imagem original, dá a entender que ela ateou fogo na casa por algum motivo que a incomodava. Por isso, podemos dizer que o “Disaster Girl" pode se encaixar tanto em memes com base em Photoshop, quanto com base em “Image Macro" – visto que os internautas escolheram utilizar ele dessas duas formas.

Ficha técnica

Disaster Girl

Criador(a)
Dave Roth
País de Origem
Estados Unidos
Período de Circulação
2004
Plataforma
Twitter, Facebook, Tumblr
Formatos
Exploitable, Image macro
Mídia
Imagem
Referências

Exemplos Notáveis

Sobre o(a) curador(a) desta coleção
Dandara Bolada
0 entries
0 comments
Name
Dandara Magalhães
About / Bio
Dandara Bolada é mestre e doutoranda do Programa de Pós-graduação em Comunicação da UFF (PPGCOM-UFF), pesquisadora associada do coLAB-UFF e membro do #MUSEUdeMEMES desde sua graduação, quando foi bolsista de extensão do projeto. Como bondosa presidenta dessa nação memética, pesquisa de que forma atores políticos de regimes conservadores censuram a produção de humor em plataformas de mídias digitais. Soberana e poderosa, a Bolada é rainha o resto nadinha. VLWS FLWS
Logo

About Us

Get Consultation

Contact Us