Irmã Zuleide

O meme da Irmã Zuleide surgiu e ganhou destaque em 2011, interferindo um pouco no formato que estamos acostumados a entender como meme. Irmã Zuleide é também uma webcelebridade e um perfil “fake", que se popularizou através de redes sociais (como Facebook e Twitter), conseguindo milhares de seguidores que começaram a compartilhar seus conhecimentos irônicos.

Formato

Suas páginas nas redes sociais trazem sempre comentários sarcásticos sobre o cotidiano, utilizando a foto de uma mulher que aparenta seguir a religião evangélica. As páginas da Irmã satirizam o fanatismo religioso, especialmente o protestante.

Hoje, a página oficial de Zuleide tem mais de cinco milhões de curtidas. Isso sem contar com as outras páginas que precederam a primeira, que mantêm vários fãs. No Twitter e no Snapchat, o meme também tem grande popularidade.

O criador da personagem utiliza as redes sociais de várias formas: além dos comentários e posts, também podemos encontrar montagens da Irmã em diferentes lugares.

Problematização

Em 2013, o responsável pela página da Irmã Zuleide foi preso após a dona da fotografia utilizada por ele nas redes sociais denunciá-lo – alegando constrangimento e difamação.

Segundo a verdadeira Irmã Zuleide (que na verdade se chama Edna), o perfil tinha gerado tanta popularidade que estava fazendo com que ela sofresse bullying, levando-a a necessitar de um posterior tratamento psiquiátrico.

Edna trabalha como professora em Campinas e, segundo uma entrevista dada ao G1, ela não estava podendo fazer mais nada em sua cidade, pois a super exposição causada pelo seu perfil falso estava atrapalhando sua vida e seu trabalho.

Embora o DJ Álvaro Oliveira Rodrigues (autor da página) tenha sido detido, as páginas da Irmã continuam sendo alimentadas com frequência até hoje. Após o caso, ele respondeu por constrangimento, injúria e difamação e resolveu alterar o rosto da personagem que hoje é bem parecido com o original, porém claramente alterado em programas de edição de imagem.

É sempre importante lembrar que o Código Civil Brasileiro garante que a pessoa possa proibir a utilização da sua imagem sem autorização nos casos em que aconteçam prejuízos para a sua “honra, boa fama e respeitabilidade”. Porém, existe uma discussão que responde dizendo que a legislação precisa ser equilibrada com os direitos fundamentais de liberdade de expressão e acesso à informação.

Ficha técnica

Irmã Zuleide

Criador(a)
DJ Álvaro Oliveira Rodrigues
País de Origem
Brasil
Período de Circulação
2011
Plataforma
Twitter, Facebook, Snapchat
Formatos
Comportamento social
Mídia
Imagem
Referências

Exemplos Notáveis

Sobre o(a) curador(a) desta coleção
Dandara Bolada
0 entries
0 comments
Name
Dandara Magalhães
About / Bio
Dandara Bolada é mestre e doutoranda do Programa de Pós-graduação em Comunicação da UFF (PPGCOM-UFF), pesquisadora associada do coLAB-UFF e membro do #MUSEUdeMEMES desde sua graduação, quando foi bolsista de extensão do projeto. Como bondosa presidenta dessa nação memética, pesquisa de que forma atores políticos de regimes conservadores censuram a produção de humor em plataformas de mídias digitais. Soberana e poderosa, a Bolada é rainha o resto nadinha. VLWS FLWS
Logo

About Us

Get Consultation

Contact Us